Bem feito ou para ontem?

Conheci um gerente de manufatura que sempre que chamado para uma tarefa difícil indagava: Você quer isso bem feito ou quer para ontem? E ele mesmo respondia: “Decida, pois não pode ter os dois”.
A maneira como o gerente dizia isso era tão efetiva que ninguém se atrevia a contradizê-lo.
Sempre afirmava que uma fábrica não poderia ser boa em tudo. Jamais eram discutidos assuntos tal como aumento de capacidade fabril, maior faixa de produtos, maior velocidade de entrega e até mesmo produtos mais baratos.
Uma pena, posteriormente, todos conseguiram enxergar que o gerente estava errado.
Talvez não seja possível de imediato ter a coisa bem feita e para ontem, mas é o caminho que deve ser seguido pelas indústrias de manufatura, ou seja, trabalhar para ter um produto que atenda as expectativas do cliente, no tempo, preço e valor percebido.
Meu trabalho é focado nisso!
Os cursos E.A.D que ofereço além de consultoria são voltados para o chão de fábrica, onde a “coisa acontece”, é aí que a empresa deve dar maior atenção no início de uma jornada de melhorias.
Reduza os tempos de setup, puxe a produção onde possível, organize a fábrica, determine os tempos de produção, controle a produção visualmente, padronize as operações e finalmente melhore continuamente.
Meu maior objetivo é contribuir com profissionais da área e empresas para que possamos nos tornar um país competitivo.

Posted in Produção enxuta, Racionalização industrial.

Kleber Furlani

Sou engenheiro mecânico, especializado em gestão de projetos pela FATEC.
Possuo 30 anos de experiência em indústrias de transformação onde implantei diversos projetos de racionalização industrial, tempos e métodos, cronoanálise e manufatura enxuta.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.