Toyota: Uma empresa a ser seguida

No dia 14/04/2014 foi publicado um texto no Jornal do carro com o título: “Toyota substitui robôs por homens no Japão” disponível nesse link.
Quando li a notícia confesso que o primeiro pensamento que veio a cabeça foi: Quem sabe faz ao vivo.
E por que esse pensamento?
Porque na verdade a Toyota sempre serviu de inspiração para a grande maioria das empresas no mundo seja o ramo que for. O modelo Toyota seduziu, inspirou e continua inspirando diversos empresários, engenheiros e técnicos na busca incessante para a eliminação de desperdícios na cadeia produtiva.
Porém, além do problema envolvendo alguns modelos da fábrica Japonesa que culminou na decisão de trocar robôs por homens há também uma questão muito interessante que envolve a filosofia da empresa.
No livro “O modelo Toyota” de Liker e Meier, o capítulo 2 começa com uma questão que é sempre discutida nas empresas.

Qual é a filosofia de sua empresa?

Como citado no livro e eu mesmo pude presenciar muitas vezes nas empresas que trabalhei a resposta é sempre a mesma:
“A empresa existe para ganhar dinheiro”.
Mas será que a resposta é sensata? Depois de muito estudar sobre a Toyota e tendo como exemplo algumas diretrizes da empresa fico convencido de que essa não é a resposta mais sensata.
A grande maioria das empresas desenvolvem planos para cinco anos, a Toyota desenvolve seus planos para 500 anos! Isso mesmo 500 anos (Liker, Meier, 2007).
Segundo os autores não é necessário saber o que a empresa estará fazendo daqui a 500 anos, mas a questão é saber se a empresa estará em funcionamento daqui a 500 anos.
Além disso, completa os autores “a Toyota evoluiu para um organismo vivo que deseja primeiro sobreviver a fim de continuar a contribuir. Contribuir para a sociedade, para a comunidade e todos os seus funcionários e parceiros”.
Com base nessas afirmações, não me causa estranheza a decisão da Toyota em substituir robôs por homens. Como citado, houve o problema técnico que impulsionou a decisão, mas fica evidente a filosofia da empresa.
Por esse e outros tantos motivos a Toyota é um modelo de empresa a ser seguida!
O trabalho é longo, mas toda maratona começa com um passo e toda chuva começa com um pingo!
Estudar, trabalhar, persistir e jamais desistir!

Posted in ambientes de aprendizagem, Produção enxuta, sistema Toyota de produção.

Kleber Furlani

Sou engenheiro mecânico, especializado em gestão de projetos pela FATEC.
Possuo 30 anos de experiência em indústrias de transformação onde implantei diversos projetos de racionalização industrial, tempos e métodos, cronoanálise e manufatura enxuta.

Deixe uma resposta