Os princípios da competitividade parte 1

Em indústrias de manufatura, a função de fabricação representa o grosso do ativo e a maior parte de colaboradores, mas é um equívoco pensar na fabricação como “o grosso” do ativo. A fabricação é a verdadeira raiz da empresa, segundo Slack a fabricação são “os ossos, nervos e músculos” da indústria de manufatura. Com uma função de fabricação enxuta, saudável, é possível criar fortes alicerces para a empresa e assim suportar os ataques da concorrência, principalmente quando a concorrência é o tão temido mercado asiático (Chineses).

Não importa o quão seja bem definida a estratégia de uma empresa, se a função de fabricação for “doente” toda a estratégia estará comprometida.
A estratégia somente fará sentido se puder ser operacionalizada. Não que a estratégia não seja importante, muito pelo contrário, mas deve estar bem alinhada com o alicerce bem construído da função de fabricação.
E como o profissional da manufatura pode ajudar a empresa a ter uma função de manufatura “saudável”? Resposta: Buscando aperfeiçoamento profissional. Essa é uma das minhas propostas, compartilhar conhecimento através dos cursos de capacitação oferecidos no site.
O que ofereço não é apenas um curso de capacitação é a oportunidade do profissional ampliar seus horizontes, pois além dos cursos há também um fórum permanente para eventuais dúvidas, além de contato via skype comigo ou com outros participantes dos cursos, tudo isso para aplicar na prática os conhecimentos adquiridos no curso.
Com isso é possível criar uma função de fabricação forte e que esteja sempre alinhada com as estratégias da empresa suportando os ataques de concorrentes, principalmente o mercado Chinês!
Um bom exemplo do que estou relatando pode ser lido no Blog do Marcondes no post: http://blogdomarcondes.cimm.com.br/2012/02/22/harb-e-os-chineses

Não há segredo basta tornar sua função de fabricação forte e enxuta!

Posted in Aperfeiçoamento profissional, aprendizagem, competitividade, cursos de capacitação EAD, Educação a distância, manufatura, Produção enxuta, Racionalização industrial.

Kleber Furlani

Sou engenheiro mecânico, especializado em gestão de projetos pela FATEC.
Possuo 30 anos de experiência em indústrias de transformação onde implantei diversos projetos de racionalização industrial, tempos e métodos, cronoanálise e manufatura enxuta.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.