Estudo de tempos e métodos

O estudo de tempos e métodos sempre foi importante nas organizações independente do ramo de atividade.
Qualquer trabalho realizado necessariamente demanda certo tempo e um método formal para executá-lo.
Quando um trabalho é executado com um método informal, corre-se o risco de não ser o melhor método, ou supondo que seja, será dificilmente executado da mesma forma uma segunda vez, o que pode demandar maior de tempo de execução, acarretando diversos inconvenientes para a organização como: aumento de custos, atrasos na produção, compras indevidas, perda de qualidade no produto, desperdício e assim sucessivamente.
O estudo de tempos e métodos pode ser definido como o estudo de um sistema que possui pontos identificáveis de entrada, transformação e saída, estabelecendo padrões que facilitam as tomadas de decisões, favorecendo o incremento da produtividade e ainda prove informações de tempos, para analisar e decidir sobre qual o melhor método a ser utilizado nos trabalhos de produção.
O estudo de tempo-padrão, definido como o processo de determinação do tempo necessário para a execução, em condições padronizadas dos trabalhos produtivos, necessita sempre de especificações prévias do método empregado para essa execução, o qual deve ter sido submetido a um estudo de métodos.
Os princípios e técnicas do estudo de métodos são universais, valendo para quaisquer atividades que envolva o trabalho humano, assim, podem ser estudados, como realmente já o tem sido, os serviços de lavoura, lojas, bancos, hotéis, hospitais, etc.
Esta diversidade e grande extensão do campo de aplicação do estudo de métodos se explica: há sempre variação de matérias-primas, equipamentos, local de trabalho, etc., no entanto, o trabalho humano é sempre composto de combinações diversas dos mesmos movimentos fundamentais.
Nesse sentido, a forma de estudar este trabalho humano, através de sua decomposição de elementos fundamentais, poderá ser sempre a mesma, independente do objetivo do trabalho ou do produto que está sendo produzido.
O conceito de melhor método depende de cada trabalho em cada situação particular.
Não significa obrigatoriamente o mais econômico, podendo fatores não econômicos intervir consideravelmente na decisão sobre qual é a melhor entre diversas alternativas de execução de um trabalho.

Posted in Sem categoria and tagged , , , , , , .

Deixe um comentário