Abaixo alguns depoimentos de quem já fez cursos conosco!

Recomendo esse curso a todos. O curso ajudou-me muito na obtenção de competências e habilidade na ferramenta 5s. Mesclou muito bem teoria e prática. O 5s é ótima forma de implementar melhorias, ganhos financeiros, ambientais e na segurança em uma empresa.

Aumentando a produtividade com 5s

Leonardo Grando

Curso muito bem elaborado. Professor disponível tempo praticamente integral . Material disponível sem custo muito agregador. Parabéns pela dedicação e responsabilidade social para com próximo.

Estudo de tempos e métodos

Ademir Vaz

Curso bem estruturado e com vários exemplos práticos.
Mantendo a tradição de ótimos cursos, feitos pelo Senhor Kleber, o curso SMED trás elevado conceito teórico com uma infinidade de exemplos práticos. Tudo no curso está OK, desde o tempo de aprendizagem até a forma como os conceitos estão apresentados. Esse curso vale por vários anos de experiência na indústria.

SMED - Troca rápida de ferramentas

Leonardo Grando

Curso muito bom, bem completo e muito bem apresentado proporcionando fácil entendimento. Excelente para pessoas que trabalhem com controle de produção.

Estudo de tempos e métodos

Paulo C. de Jesus Silva

O curso de tempos e métodos é excelente, pois ajuda a melhorar sua qualidade de ensino e sua vida profissional.

Estudo de tempos e métodos

Daniela Greório

Auxiliando pessoas e escolas

Caso você conheça alguém que tenha interesse em um dos curso não deixe de compartilhar. Isso é um gesto que pode significar muito na vida das pessoas que estejam buscando conhecimento de qualidade.

Alguma dúvida sobre os cursos?

Você pode acessar a página https://furlani.eng.br/duvidas-frequentes/ para ver as respostas as dúvidas mais frequentes.

Está em busca de aperfeiçoamento profissional?

Aqui disponibilizamos nossos cursos para que você possa incrementar sua carreira.

Aqui você encontra mais uma oportunidade de qualificação profissional.

Estudo de tempos e métodos

Módulo I - Conceitos de tempos e métodos

- Tempos e métodos e o Lean manufacturing
- Histórico de tempos e métodos
- A origem de tempos e métodos
- MTM - Methods-Time Measurement
- MTM: Como é realizado o estudo
- MTM: Tabelas de tempos resumidas
- MTM: Tabela alcançar
- MTM: Tabela de movimentar
- MTM: tabelas de agarrar-posicionar-desmontar-soltar
- MTM: exemplo de cálculo
- MTM: classificação dos movimentos
- Conceitos sobre tempos e métodos
- Definição e objetivos de tempos e métodos
- Outros objetivos de tempos e métodos
- A importância de tempos e métodos
- PCP e custos de produção
- Carga de máquina e melhorias na produção
- Produtividade – Eficiência – Viabilidade econômica
- Balanceamento de linhas e padronização
- Tempos e métodos e a manufatura enxuta
- Sistemas de produção
- Sistemas de produção: Definição
- Sistemas de produção: Tipos de sistema
- Sistemas de produção: Make to Stock
- Sistemas de produção: Assembly to order
- Sistemas de produção: Make to order
- Sistemas de produção: Engineering to order
- Processo-Operação-Elementos da operação
- Definição de processo
- Operações do processo
- Elementos da operação
- Conceitos e exemplos de padronização de trabalho
- Padronização do trabalho: Definição
- Porque padronizar o trabalho?
- Padronização do trabalho: exemplo 1
- Padronização do trabalho: exemplo 2
- Padronização do trabalho: exemplo 3
- Padronização do trabalho: exemplo 4
- Sistema de medidas de tempo
- Sistema de medida de tempos: definição
- Medida de tempos: por que centesimal?
- Utilizando o Excel
- Conversão de sexagesimal para centesimal

Módulo II - Estudo de tempos e métodos

- Antes de iniciar o estudo
- Passo a passo para o estudo
- Estudo da operação
- Dividindo a operação em elementos
- Folha para cronometragem: Frente
- Folha para cronometragem: Verso
- Frequência dos elementos
- Cálculo da frequência dos elementos
- Pontos de leitura
- Metodologia para anotação dos tempos
- Exemplos didáticos das metodologias
- Cálculo do número de cronometragens
- Planilha para cálculo do número de cronometragens
- Normalização dos tempos cronometrados
- Tolerâncias: Habilidade e ritmo
- Tolerâncias: Esforço mental
- Tolerâncias: Esforços físicos
- Tolerâncias: condições térmicas e ambientais
- Tolerâncias: monotonia
- Tolerâncias: Pessoais
- Estudo de tempo concluído: Verso
- Estudo de tempo concluído: Frente
- Exemplo para treinar!
- Calculadora de tempo padrão
- Calculadora de tempo padrão
- Calculadora: Instruções de preenchimento
- Calculadora: Recursos de produção
- Calculadora: Tempos de setup
- Calculadora: Tempos dos elementos básicos
- Roteamento do processo
- Roteamento do processo: Seleção do recurso
- Excel para o cálculo dos tempos
- Objetivo dos exemplos
- Objetivo final de tempos e métodos
- Observação final!


Comprar Agora

Implantação 5s - Aumento de produtividade

Módulo I Conceitos

  • Conceitos básicos sobre produção enxuta;
  • O que é produção enxuta;
  • Classificação de atividades em um sistema produtivo;
  • Percentuais das atividades nas empresas;
  • O Enfoque da produção enxuta e o 5s;
  • Os oito tipos de desperdício;
  • O início da jornada de eliminação dos desperdícios;
  • Conceitos básicos;
  • Conceitos sobre produtividade e eficiência;
  • Simbologia de processo;
  • Definição de produtividade;
  • Definição de eficiência;
  • Kaizen e Kaikaku;
  • Definição de Kaizen;
  • Definição de Kaikaku;
  • Conceitos do programa 5'S;
  • A história dos 5 sensos;
  • Por que a metodologia 5s é importante?;
  • O que é 5s;
  • 1º “S”: Seiri ou Senso de seleção;
  • 2º “S”: Seiton ou Senso de ordenação;
  • 3º “S”: Seiso ou Senso de limpeza;
  • 4º “S”: Seiketsu ou Senso de padronização;
  • 5º “S”: Shitsuke ou Disciplina;

 

Módulo II Planejamento para a implantação

  • Planejamento para a implantação;
  • Principais dificuldades na implantação do 5s;
  • Regras básicas para obter sucesso;
  • Regras básicas para obter sucesso na implantação do programa 5s;
  • Fases da implantação;
  • Como iniciar o planejamento para a implantação do programa 5s;
  • Como realizar o planejamento e a implantação de cada s;
  • As fases para a implantação – 1° “S”;
  • As fases para a implantação – 2° “S”;
  • As fases para a implantação – 3° “S”;
  • As fases para a implantação – 4° “S”;
  • As fases para a implantação – 5° “S”;
  • Como colocar em prática o que foi planejado?;
  • Definição de evento Kaizen;
  • A semana Kaizen;
  • Como criar condições para manter o programa 5s?;
  • O que causa o insucesso do programa 5s?;
  • 5’f e a dificuldade na manutenção do 5'S;

Módulo III Dinâmicas

As duas dinâmicas apresentadas são para evidenciar de forma didática como é possível aumentar a produtividade com o programa 5s

  • Dinâmica das ferramentas;
  • Dinâmica dos números;


Comprar Agora

Troca rápida de ferramentas - SMED

Módulo I

-Conceitos básico sobre a produção enxuta e SMED
-As 3 grandes eras dos sistemas de produção
-1ª Era: A produção artesanal
-2ª Era: A produção em massa de Ford
-3ª Era: A produção enxuta
-O que é produção enxuta
-Classificação das atividades
-Comparativo de atividades
-Os oito tipos de desperdício
-Histórico do SMED
-Evolução histórica do SMED
-Definição de SMED

Módulo II

- Conceitos sobre setup
- O que é setup?
- Gráfico representativo do setup
- Etapas básicas do processo de setup
- Proporções dos tempos de setup
- A importância da troca rápida de ferramentas
- Altos tempos de setup x baixos tempos de setup
- Raciocínio da produção em massa x produção enxuta
- Setup segundo o raciocínio da produção em massa
- Setup segundo o raciocínio da produção enxuta

Módulo III

- Estágios conceituais sobre TRF
- Os 3 estágios conceituais da TRF
- Definição de Setup externo e interno
- Estágio I - Separando o setup externo e interno
- Estágio II - Convertendo o setup interno para setup externo
- Estágio III - Racionalizar todos os aspectos das operações de setup

Módulo IV

- Aplicação prática em um centro de usinagem
- Passo a passo do trabalho realizado
- Levantamento dos problemas
- Pareto dos principais problemas
- Definição do escopo do trabalho
- Folha de Análise das Atividades de Setup
- Tabela de preparação de ferramentas
- Posicionamento de dispositivos pré-determinados
- Correção dos programas CNC
- Elaboração de plano de trabalho detalhado
- Programação da produção via kanban
- Quadro com informações e planos de controle
- Elaboração do padrão de trabalho
- Check list de sustentabilidade
- Gráfico de controle

Módulo V

- Planejamento para a implantação
- Principais dificuldades em implantações de programas
- As 5 regras básicas para obter sucesso na implantação dos programas de melhoria

Módulo VI

- Colocando em prática o que foi planejado
- Definição de Kaizen
- Definição de evento Kaizen
- A semana Kaizen
- Modelo de divulgação de um evento Kaizen
- Modelo de um banner para divulgação dos resultados obtidos

 


Comprar Agora

Análise e melhoria de métodos e processos

Esse curso é presencial.

Entre em contato conosco para maiores informações.

Introdução ao Lean manufacturing

Entre em contato conosco para maiores informações.

Criando um sistema puxado de produção

Esse curso é presencial.

Entre em contato conosco para maiores informações.